quarta-feira, 15 de outubro de 2014

PORTO - Quem são os nossos oradores no III CMSAS! 19 de Outubro de 2014

Tema de 2014: "Como equilibrar a sua alimentação para ser feliz"
Local: Palácio de Cristal - Porto
Data: 19 de Outubro de 2014

OradoresMédicos, Nutricionistas, Farmacêuticos, Psicólogos, Macrobióticos, Vegans, Raw Food entre muitos outros profissionais de saúde!

Programa

9h00 - 9h30 | Acreditação
9h30 - 10h00 | ABERTURA
10h00- 10h30 | Ricardo Novais
10h30- 11h00 | Márcia Brandão Almeida
11h00- 11h10 | Perguntas e respostas
11h10- 11h40 | Margarida Cardoso
11h40- 12h10 | Isabel Costa
12h10- 12h20 | Perguntas e respostas
12h20- 12h40 | INTERVALO
12h40 - 13h00 | Elsa Alves
13h00- 13h30 | Nuno Félix Teixeira
13h30- 13h40 | Perguntas e respostas
13h40- 15h00 | ALMOÇO
15h00- 15h30 | Bernardino Guedes
15h30- 16h00 | Shayna Dameron
16h00- 16h10 | Perguntas e respostas
16h10- 16h30 | INTERVALO
16h30- 17h00 | Claudia Maria Barchi
17h00- 17h30 | Francisco Correa
17h30- 18h00 | Maria João C Dias
18h10- 18h30 | Perguntas e respostas
18h30- 18h40 | ENCERRAMENTO
19h00 | Termino do III Congresso
sujeito a alterações

Contactos:
ComMedida, IPSS
Largo de Santos-o-Novo, 9 e 10
1900-409 Lisboa
Tlm: 96 549 30 81

Bernardino Guedes

Bernardino Guedes
Médico (Medicina Geral e Familiar) Medicina Integrativa

Tema da Palestra: "  A COMIDA que quer ser comida  "

Márcia Brandão Almeida

Márcia Brandão Almeida
Presidente da ComMedida, IPSS é naturopata, economista e psicóloga escreve sobre temas voltados para a alimentação natural, medicinas alternativas, bem-estar e qualidade de vida. Estudou Medicinas Alternativas em Lisboa e em Madrid, abriu uma clínica na margem Sul onde trabalhou por mais de uma década. Pioneira em Portugal na divulgação da comida viva, com workshops e palestras e consultas, autora do site e também um blog o Leite da Terra e autora do ebook " Cruzinhando - Receitas de Comida Vivas".
Tema da Palestra:  " A medicina da COMIDA "

Claudia Maria Barchi

Claudia Maria Barchi
Ex-obesa mórbida perdeu 64 quilos sem intervenção cirúrgica, somente alterando hábitos na alimentação e atividade física.
Formada em Fundamentals of Human Nutrition para University of California
Life coaching
Tema da Palestra:  " Como emagrecer naturalmente sem cirurgias ou suplementos"

Isabel Costa

Isabel Costa
Naturopata e palestrante, formada pela ESBS em 1998-2002 Autora do livro "Pela Sua Saúde!" - editora Ariana - um guia com alimentos crus para emagrecer e rejuvenescer. Colaboradora habitual da Revista Zen Energy e do Portal Sapo Mulher e Astral. Realiza workshops e palestras sobre alimentação saudável e aulas práticas de alimentação vegan, crudívora e sem glúten. Nomeada Embaixadora da Paz pela FMPM em Espanha em 2011 Trabalha em vários espaços e clinicas em Lisboa e arredores.
Tema da Palestra:  " Como libertar-se da compensação emocional e ser feliz "

Margarida Cardoso

Margarida Cardoso
Margarida Cardoso - Tem uma experiência multifacetada – trabalhou profissionalmente enquanto lexicógrafa, mas também como chef e formadora na área da cozinha vegetariana. Interessa-se igualmente por escrita e criatividade. Tem a formação de instrutora de meditação Samatha-Vipasyana. Considera a meditação uma ferramenta essencial para o conhecimento de si e veículo de conscienciaização da nossa relação com tudo e todos. É mentora e co-fundadora do projeto Academia de Mindfulness, para uma vida mais consciente... e daí, mais saudável, mais criativa, mais feliz.

Tema da Palestra: A Prática de Alimentação Consciente (ou como estabelecer uma relação de amizade com a comida)

Maria João C Dias

Maria João C Dias
Hipnoterapeuta Certificada pela Internacional Association of Counselors and Therapists, USA (IACT)
(Membro no 081212-1944)
Certified Master Trainer , diploma emitido pelo Internacional Association of Counselors and Therapists, 
New York (IACT)
Fundadora da Hypnobalance em Cascais em 2014, onde dá consultas de hipnoterapia a tempo inteiro. Nos últimos anos passou por várias clínicas em Lisboa e Cascais, como a Clínica Internacional de Saúde (CIS) e o Gabinete de Terapias Manuais e Medicina Integrada (GTMMI), tendo fundado a sua própria clínica, onde aplica o método que a distingue. 
Autora de artigos publicados sobre Hipnoterapia (nomeadamente na revista Zen), para além de preparar e ministrar Workshops sobre hipnose e hipnoterapia, vai lançar já em Janeiro o Curso de Hipnoterapia certificado pelo IACT em Portugal.

 Facebook: https://www.facebook.com/hypnobalance

Tema da Palestra:  " Mente sã e corpo são  "
E-mail: mariajoaocdias@gmail.com

Elsa Alves

Elsa Alves
Personal Diet, Lda
CEO and Founder
Nutricionista
Cédula profissional: 1620N
Experiência Profissional:
Nutrição Clínica; Formadora Certificada, Promove Workshops práticos 
de Culinária Saudável e Vegetariana Saudável e Detox; Assistente de 
Investigação, em projectos europeus e nacionais, na Faculdade de Ciências 
da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto; Nutrição e Saúde Pública 
e Nutrição Municipal
Formação:
Master em Turismo e Gestão Hoteleira, Licenciatura de Ciências da Nutrição e 
Alimentação; Módulos do Mestrado Europeu em Nutrição e Saúde Pública ", 
promovido pelo Institut Karolinska, Suécia. Curso de "Doenças de 
Comportamento Alimentar”. Participação em diversos cursos de actualização, 
conferências, encontros de Nutricionistas, congressos e seminários, no âmbito 
da Área da Licenciatura em Ciências de Nutrição.
Tema:  "A importância em Depurar o organismo na saúde e o respeito pelo ambiente"

contacto - 226 090 761
Francisco Mourão Corrêa.
Diplomado em Medicina Tradicional Chinesa pelo IPN, Licenciado em Gestão de Marketing, Director da Clínica Magalhães Correia e Assessor Técnico da Alkaline Care Portugal.


Temas:
 Porque é que a alcalinidade é importante na preservação da saúde;
http://www.alkalinecare.pt/

Ricardo Novais

Ricardo Novais
 Farmacêutico, especialização em Análises Clínicas pela FFUP, Gerente do Erva Limão e terapeuta de Shiatsu...
Tema da Palestra: "Podemos Curar pela alimentação? [um caso particular de uma doença auto-imune]

Nuno Félix Teixeira

Nuno Félix Teixeira
Professor e consultor de macrobiótica
Nuno Félix Teixeira é Licenciado em Radiologia, área na qual exerce funções no Instituto Português de Oncologia do Porto  desde há 15 anos. Antes de descobrir a Macrobiótica, trabalhou  intensa e reconhecidamente nessa área da saúde, como colaborador de várias clínicas do Grande Porto e ainda como
Professor no Instituto Piaget, Instituto Politécnico de Saúde do Norte e na Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto,onde ainda se mantém como orientador de estágios e como professor convidado. 
Frequentou os 3 níveis do Curso Curricular de Macrobiótica, do IMP, onde se formou como consultor/professor de Macrobiótica e findos os quais trabalhou no "SHA Wellness Clinic" (Alicante-Espanha) como Consultor e Professor Macrobiótico e Gestor da Clínica local. Faz parte desde 2009/2010 do corpo docente do Instituto Macrobiótico de Portugal. Em 2010 voltou ao Porto onde dirigiu juntamente com Daniela Ricardo, um projeto de Alimentação e Consultoria Macrobiótica denominado IDEALNATURAL. Projeto esse, que deu lugar em Janeiro de 2013 à delegação do IMP no Porto. Foi também em 2013 que iniciou 
funções como docente da ESMACA (Escola de Macrobiotica de Catalunya), em Barcelona. Findo o projecto IMP-Porto, é apartir de Matosinhos que Nuno Félix Teixeira continua a divulgar o poder libertador e curativo de uma dieta e um estilo de vida alinhados com a Natureza. 
Conta no seu currículo com palestras realizadas em escolas, empresas, hospitais, instituições prisionais e muitas outras entidades; Conhecido pelas inspiradoras Consultas de Orientação Alimentar e de Estilo de Vida do IMP-Porto, tem desenvolvido continuamente apetências no coaching, diagnostico oriental e cura alimentar/emocional.
Em 2013, traduziu e co-publicou o livro “Alimentação, Saúde e Emoções”, o primeiro original de Bill Tara editado em português e disponível em todo o mundo.
É apaixonado por fotografia, música, desporto, horticultura urbana, poesia, ciclismo urbano e por tudo o que "parece" impossível.
Tema da Palestra: Equilibrar o sistema nervoso com a alimentação.

Shayna Dameron

Shayna Dameron
Im still not ready with my private website so you can use www.biosamara.pt and maybe put my contacts that I also send below if anybody would like to contact me. 

Shayna Dameron é de origem sueca e mãe de duas filhasestá a viver em Portugal desde 6 anos. 
É um Health Coach certificada e trabalha com programas individuais e programas de grupos, apoiando pessoas alcançar a sua saúde ideal.
Também é  Professora de cozinha saudável e massagista e está a colaborar com a BioSamara Ibéria em investigações sobre nutrição e Super Alimentos e suas utilizações.  (www.biosamara.pt)

Contato: shaynainlove@gmail.com - 965 611 503
  
Tema da Palestra: Alimentar a Saúde - 10 elementos essenciais

Inscrições: http://congressos-commedida.webnode.pt/inscri%C3%A7%C3%A3o/

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

III Congresso Multidisciplinar sobre Alimentação Saudável - Porto


CONFIRMADO!!!!! no Porto
III Congresso Multidisciplinar sobre Alimentação Saudável,

QUANDO: 19 de Outubro de 2014
ONDE: Palácio de Cristal - Porto
VALOR: 10 euros
SAIBA MAIS:

Tema de 2014: "Como equilibrar a sua alimentação para ser feliz"
Local: Palácio de Cristal - Porto
Data: 19 de Outubro de 2014

OradoresMédicos, Nutricionistas, Farmacêuticos, Psicólogos, Macrobióticos, Vegans, Raw Food entre muitos outros profissionais de saúde!

Programa

9h00 - 9h30 | Acreditação
9h30 - 10h00 | ABERTURA
10h00- 10h30 | Ricardo Novais
10h30- 11h00 | Márcia Brandão Almeida
11h00- 11h10 | Perguntas e respostas
11h10- 11h40 | Margarida Cardoso
11h40- 12h10 | Isabel Costa
12h10- 12h20 | Perguntas e respostas
12h20- 12h40 | INTERVALO
12h40 - 13h00 | Elsa Alves
13h00- 13h30 | Nuno Félix Teixeira
13h30- 13h40 | Perguntas e respostas
13h40- 15h00 | ALMOÇO
15h00- 15h30 | Bernardino Guedes
15h30- 16h00 | Shayna Dameron
16h00- 16h10 | Perguntas e respostas
16h10- 16h30 | INTERVALO
16h30- 17h00 | Claudia Maria Barchi
17h00- 17h30 | Francisco Correa
17h30- 18h00 | Maria João C Dias
18h10- 18h30 | Perguntas e respostas
18h30- 18h40 | ENCERRAMENTO
19h00 | Termino do III Congresso
sujeito a alterações

Contactos:
ComMedida, IPSS
Largo de Santos-o-Novo, 9 e 10
1900-409 Lisboa
Tlm: 96 549 30 81



Ler mais: http://congressos-commedida.webnode.pt/programa-oradores/


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Quando as dietas não resultam…

Diversos estudos revelaram que as dietas não têm eficácia a longo prazo uma vez que, passado algum tempo, se verifica a recuperação do peso perdido.

O ganho de peso após a dieta é normalmente relacionado com a falta de determinação, falha pessoal e moral, gula, preguiça, ignorância. O que a investigação científica nos diz é que existem outros factores que contribuem para o ganho de peso:

  • Existem diversos aspectos fisiológicos (alterações metabólicas, alterações hormonais, factores genéticos) que interferem com a perda, manutenção e ganho de peso
  • As dietas, sendo restritivas e pensadas para terem resultados a curto prazo, fornecem pouca informação sobre alimentação saudável e a prática de exercício físico
  • As dietas detêm-se sobre a mudança de comportamento (hábitos alimentares) e não sobre as razões que estão por detrás dos nossos padrões alimentares (como por exemplo o uso da comida para responder a estados emocionais negativos)
  • As dietas são restritivas e podem provocar a perda do prazer de comer
  • Aceitação da diversidade de pesos e formas físicas e das especificidades do nosso próprio corpo
  • Adopção de pensar plano alimentar saudável que seja para manter a longo prazo, que seja combinado com exercício e que tenha em conta as “pistas” naturais do nosso corpo (fome, saciedade, desejo de determinado alimento)


Resta sublinhar dois aspectos fundamentais para a obtenção e manutenção de um peso saudável:

  • Aceitação da diversidade de pesos e formas físicas e das especificidades do nosso próprio corpo
  • Adopção de pensar plano alimentar saudável que seja para manter a longo prazo, que seja combinado com exercício e que tenha em conta as “pistas” naturais do nosso corpo (fome, saciedade, desejo de determinado alimento)





sexta-feira, 26 de setembro de 2014





FOME EMOCIONAL

O conceito de fome refere-se normalmente à sensação fisiológica pela qual o corpo manifesta que necessita de alimento para manter as actividades inerentes à vida.
Ora, o conceito de fome emocional expressa a vontade de comer em função do estado psicológico da pessoa e não em função das suas necessidades fisiológicas,
Assim, para algumas pessoas alguns sentimentos como a tristeza, carência afectiva e ansiedade podem ser amenizadas com alimentos que simbolizem algum tipo de prazer, conforto, alento ou recompensa. Este tipo de fome conduz normalmente a uma ingestão excessiva (normalmente de alimentos calóricos, açucarados e muito processados), podendo conduzir a ganho de peso.
A comida proporciona apenas uma satisfação passageira não resolvendo os problemas inerentes à alteração de humor. A situação agrava-se mais quando o aumento de peso afecta a auto-estima, provocando desvalorização pessoal e culpa o que por sua vez pode aumentar a fome emocional criando-se um ciclo vicioso.


Assim, quando as emoções comandam a fome, é necessário distinguir entre fome física e fome emocional e identificar o que desencadeia esta última.
A desconexão entre comida e emoção, tendo em vista a diminuição da fome emocional, exige a aprendizagem de estratégias para lidar com as emoções assim como o reforço da auto-estima. Em algumas situações poderá ser benéfico o acompanhamento psicoterapêutico.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014







Fazermos as pazes com a comida…e connosco

A partir de um blogue sobre comportamento alimentar deixamos aqui algumas dicas para desenvolvermos uma relação saudável com a comida e com a nossa auto-imagem:

1.            Permitirmo-nos comer quando temos fome
2.            Permitirmo-nos parar de comer quando estamos cheios
3.            Comermos uma variedade de alimentos, incluindo os que consideramos “proibidos” (e.g. doces, gorduras): sermos flexíveis e não demonizarmos a comida
4.            Evitamos sobrevalorizar as últimas modas de hábitos e dietas alimentares
5.            Permitirmo-nos cometer erros alimentares e aprendermos com eles
6.            Fazermos exercício quando nos sentimos saudáveis e capazes e não quando nos sentimos doentes ou cansados
7.            Pormos de lado roupa que já não nos serve sem nos culpabilizarmos
8.            Tratarmos bem o nosso corpo ainda que não seja o corpo ideal
9.            Aceitar convites e oportunidades independentemente da forma como nos sintamos no nosso corpo
10.         Possuirmos objectivos de vida mais significativos do que obter um determinado peso ou forma física específica
11.         Evitarmos comparações: aceitarmos que o nosso corpo pode necessitar de mais ou menos comida do que outro
12.         Dispensarmos a balança, a fita métrica ou o espelho como forma de validação externa do nosso valor
13.         Aceitarmos o que somos e a nossa situação enquanto reconhecemos a nossa capacidade para evoluirmos e mudarmos

[Pintura: Vertumnus, Giuseppe Arcimboldo, 1590-1591]


domingo, 7 de setembro de 2014




Como vê o seu corpo? A Imagem Corporal


A imagem corporal é como se fosse um retrato do nosso próprio corpo que nós formamos na nossa mente. Envolve:
- o que acreditamos sobre a nossa aparência (o que inclui memórias, assumpções e generalizações)
-como nos sentimos acerca do nosso corpo incluindo forma, peso, traços específicos
-experiência do nosso corpo, como nos sentimos no nosso corpo

Imagem corporal negativa
-temos uma percepção distorcida do nosso corpo;
-sentimos que só os outros é que são atraentes e que o nosso corpo e forma física são sinal de falha pessoal;
-sentimos vergonha, auto-consciência excessiva e ansiedade acerca do nosso corpo ;
-sentimo-nos desconfortáveis e estranhos no nosso próprio corpo;
- damos uma importância excessiva ao aspecto físico ao auto-avaliarmo-nos;
-sentimos que a nossa aparência é alvo de critica e avaliação por parte dos outros;- gastamos muito tempo com rituais ligados ao peso (e.g. vestir, pesar) ;- evitamos situações sociais em que sentimos que o nosso corpo está mais exposto (e.g. ir à praia) ou que sintam que são mais avaliadas (e.g. eventos sociais).


Imagem corporal positiva
-temos uma percepção clara e real do nosso corpo- vemos as várias partes do nosso corpo tal como elas são;
-apreciamos a nossa forma física e percebemos que a aparência física diz pouco sobre o carácter e valor pessoal,
-sentimo-nos orgulhosos e aceitamos o nosso corpo como único e recusamo-nos a ocupar demasiado tempo a preocuparmo-nos com comida, peso e calorias;
-sentimo-nos confortáveis e confiantes no nosso corpo.

Imagem corporal e perturbações alimentares

As pessoas com imagem corporal negativa têm maior probabilidade de desenvolverem uma perturbação alimentar e têm mais probabilidade de sofrerem sentimentos de depressão, baixa auto-estima, isolamento e preocupação excessiva com perda de peso.
Todos podemos ter dias em que não nos sentimos satisfeitos com o nosso corpo. A chave para desenvolver uma imagem positiva é de reconhecer e respeitar a nossa forma natural e aprender a combater os pensamentos e sentimentos negativos mediante outros positivos e aceitantes.


[Pintura:  Girl Before a Mirror, 1932, Pablo Picasso]

domingo, 24 de agosto de 2014





A PERTURBAÇÃO DE INGESTÃO COMPULSIVA –CARACTERIZAÇÃO

A Perturbação da Ingestão Compulsiva é caracterizada por ingestão compulsiva ou ingestão de uma quantidade excessiva de comida acompanhada pela sensação de incapacidade de parar ou de falta de controlo. Os episódios ocorrem pelo menos uma vez por semana num período mínimo de 3 meses.
Os episódios de ingestão compulsiva surgem muitas vezes como forma de lidar com certos sentimentos desagradáveis, aliviando-os temporariamente, contudo, a longo prazo, os pacientes, após os episódios de ingestão compulsiva, experienciam sentimentos de culpa, vergonha, tristeza e preocupação com os efeitos da ingestão sobre o peso e imagem corporal. Esses sentimentos muitas vezes conduzirão novamente a episódios de ingestão compulsiva, criando-se assim um ciclo vicioso.
Ao contrário do que acontece na bulimia nervosa, não ocorrem comportamentos purgativos ou compensatórios o que pode levar a que os pacientes apresentem excesso de peso.



SINTOMAS

Os sintomas por vezes são ocultados ou difíceis de apreender pelos outros. Alguns deles são:
-Grande preocupação relativa aos episódios de ingestão compulsiva;
- Comer grande quantidade de comida quando não se tem fome;
-Incapacidade para parar de comer ou controlar o que se come: comer até se sentir desconfortavelmente cheio ou continuar a comer mesmo quando cheio;
-Comer mais rapidamente do que o normal;
-Comer às escondidas;
- Experienciar sentimentos de tristeza, culpa e vergonha após o episódio de ingestão compulsiva;
- Experienciar estados emocionais desagradáveis (tristeza, solidão, stress, ansiedade, medo) que só são aliviados com a ingestão de comida;
-Nunca se sentir saciado;
- Isolamento;
-Sintomas depressivos.



CAUSAS

Existe um conjunto de factores que podem influenciar o desenvolvimento deste distúrbio, são eles:
·         Biológicos: deficiências orgânicas tais como irregularidades hormonais ou mutações genéticas.
·         Psicológicas. sintomas depressivos; insatisfação com a imagem corporal; baixa auto-estima; dificuldade em expressar e lidar com sentimentos.
·         Ambientais: eventos desencadeadores de stress emocional (abuso físico/ sexual, perdas, mudanças, conflitos interpessoais); pressão social para determinados ideias de beleza.



CONSEQUÊNCIAS

As consequências da perturbação da ingestão compulsiva são de dimensão física, social e emocional, destacando-se:
·         Diabetes tipo II
·         Hipertensão
·         Nível de colesterol alto
·         Insónia e apneia do sono
·         Perturbações gastrointestinais
·         Dores musculares ou das articulações
·         Alterações de humor: depressão, ansiedade


TRATAMENTO

O tratamento da perturbação da ingestão alimentar compulsiva exige a articulação entre diferentes profissionais (médico de clínica geral, psiquiatra, nutricionista, psicólogo, enfermeiro, endocrinologia). É possível destacar três tipos principais de acompanhamento:

Acompanhamento médico- Identificação e tratamento dos impactos na saúde do paciente derivados dos comportamentos problemáticos e a recuperação de um peso adequado. Em alguns casos poder ser necessária a prescrição de psicofámacos.
Acompanhamento psicoterapêutico- Visa a extinção dos episódios de ingestão compulsiva, a melhoria da auto-estima e imagem corporal e a abordagem das alterações emocionais subjacentes aos sintomas (e.g. depressão, ansiedade).
Acompanhamento nutricional- Tem como objectivo o desenvolvimento de uma relação mais saudável com a comida pela aquisição de hábitos alimentares equilibrados que visem o preenchimento das necessidades nutricionais e não das necessidades emocionais.



Os vários aspectos relativos à Perturbação de Ingestão Alimentar Compulsiva aqui abordados, serão desenvolvidos nas próximas postagens.


[Pintura: Nganda MokeWalter Swennen, 2007]