terça-feira, 12 de agosto de 2014



A ANOREXIA NERVOSA- CARACTERIZAÇÃO


A anorexia nervosa é uma perturbação psicológica que se caracteriza por um baixo peso, medo excessivo de engordar e recusa em manter um peso normal, padrões alimentares desadequados e significativa perturbação da percepção do tamanho e formas corporais.
Não deve ser confundida com a simples perda de apetite, com recusa momentânea em comer ou com uma dieta.

É possível identificar dois tipos de anorexia:
 Tipo Restritivo- o paciente limita a quantidade de alimentos ingeridos a uma quantidade inferior às suas necessidades calóricas; não se registam comportamentos de ingestão compulsiva ou purgativos;
Tipo Ingestão Compulsiva /Purgativo- além da restrição alimentar registam-se comportamentos purgativos (vómito induzido, uso de diuréticos e laxantes) quer após um episódio de ingestão compulsiva (excessiva), quer após a simples ingestão de alimentos (não excessiva)

SINTOMAS

Os principais sintomas são:
-peso muito inferior ao esperado para a sua idade e altura;
- uso de várias estratégias para perder peso: dieta rigorosa (evitar comer durante longos períodos de tempo, evitar comer certos alimentos, restringir a quantidade total de comida ingerida); fazer exercício físico excessivo; uso de comprimidos dietéticos; comportamentos purgativos (vómito induzido, uso de diuréticos e laxantes);
- alteração da imagem corporal : a imagem do eu não corresponde à realidade, o paciente com anorexia vê-se sempre muito gordo, mesmo que esteja extremamente magro
-mentira ou ocultação da quantidade e qualidade dos alimentos ingeridos (dispersar a pouca quantidade de comida no prato; partir a comida em pedaços pequenos;  evitar comer ao pé de outras pessoas)
-sintomatologia depressiva


CAUSAS

A anorexia surge da combinação complexa de factores de ordem psicológica, ambiental e biológica. Destacamos alguns:

- Piscológicos- baixa auto-estima; perfeccionismo; necessidade de agradar os outros;

-Ambientais- pressão social para magreza ( a magreza como ideal de beleza veiculado pelos meios de comunicação social); exercício de profissões que promovam magreza (e.g. ballet, moda); eventos desencadeadores de stress emocional (abuso físico/ sexual, perdas, mudanças, conflitos interpessoais).

-Biológicos- Alterações hormonais, genética; deficiências nutricionais 


CONSEQUÊNCIAS FÍSICAS


A anorexia é uma doença com um impacto muito acentuado na saúde podendo, perante a ausência de tratamento adequado, conduzir à morte. Eis algumas das consequências para a saúde:


Fonte: http://psicologiadaadolescencia1.pbworks.com/w/page/19572241/anorexia


TRATAMENTO

Um dos grandes desafios no tratamento da anorexia é a consciencialização do problema por parte do paciente já que a negação é muito comum nestes casos. Após o reconhecimento do problema torna-se prioritária a mobilização do paciente para a mudança/tratamento.

Tendo em conta a sua complexidade, a anorexia exige uma abordagem holística do seu tratamento que abranja três dimensões principais:
- Médica: uma das prioridades do tratamento deve ser a abordagem das complicações de saúde resultantes da má nutrição
- Nutricional: será essencial a recuperação do peso, a implementação e monitorização de um plano alimentar e a educação relativa a hábitos alimentares saudáveis
-Psicoterapêutica: será importante a identificação dos temas psicológicos subjacentes aos sintomas; a compreensão e resolução das dificuldades intrapsíquicas e relacionais do paciente e a aprendizagem de expressão e identificação de emoções.

Será assim necessária a articulação entre diferentes profissionais (médico de clínica geral, psiquiatra, nutricionista, psicólogo, enfermeiro, endocrinologia).


Posteriormente, iremos debruçarmo-nos mais detalhadamente sobre cada um dos aspectos aqui abordados.


[ Pintura: Anthropometry: ANT 130Yves Klein, 1960]