domingo, 10 de agosto de 2014

Perturbações Alimentares- O que são?



As perturbações alimentares caracterizam-se pela alteração significativa do comportamento alimentar e uma preocupação extrema com o peso e a forma física. Contudo, não são apenas problemas sobre comida, peso ou aparência física: cada caso de perturbação alimentar tem as suas próprias características e expressa algo diferente a nível psicológico, sendo necessário compreender a experiência única de cada paciente para compreender a suas dificuldades.
Trata-se de doenças que podem afectar o indivíduo de qualquer grupo etário, independentemente do género ou raça embora sejam mais comuns na adolescência. As pessoas não escolhem ter a perturbação alimentar, nem podem ser apontados culpados para a sua origem: existe uma multiplicidade de causas (biológicas, psicológicas e sociológicas) que variam de caso para caso e que devem ser descortinadas.
É comum coexistirem com outras perturbações tais como depressão, ansiedade, abuso de substâncias.
Aqui fica a breve descrição das três perturbações alimentares mais comuns:

·         Anorexia Nervosa- É uma perturbação que se caracteriza pelo medo extremo de engordar, grande preocupação com o emagrecimento acompanhada por um controlo alimentar rígido e distorção da imagem corporal. Alguns dos efeitos da anorexia sobre a saúde são: alterações de humor, falha no funcionamento de alguns órgãos, problemas hormonais, enfraquecimento muscular, cansaço. Caso persista sem tratamento adequado pode pôr em risco a vida.

·         Bulimia Nervosa- Envolve a ocorrência de episódios de ingestão alimentar compulsiva seguida de comportamentos compensatórios como o vómito induzido, uso abusivo de diuréticos e laxantes, jejum, exercício excessivo. É comum o medo de ganho de peso e a insatisfação com o peso e forma física, O ciclo de ingestão compulsivo e de purga é mantido em segredo criando sentimentos de vergonha, culpa e sensação de perda de controlo. A Bulimia pode gerar uma multiplicidade de efeitos sobre a saúde: alterações de humor, problemas gastrointestinais, alterações cardíacas, problemas hormonais, desidratação.

·         Ingestão Alimentar Compulsiva- Envolve a perda de controlo sobre a ingestão alimentar. Os episódios de ingestão compulsiva, ao contrário da bulimia, não são seguidos por comportamentos compensatórios. Assim, as pessoas que sofrem desta perturbação podem apresentar excesso de peso e risco de doenças cardiovasculares. São comuns sentimentos de culpa, stress e vergonha.

Nos próximos posts desenvolveremos a descrição de cada uma das perturbações, sua etiologia (causas), consequências, aspectos relativos ao tratamento, mitos e uma série de outros aspectos assim como informação relativa ao vasto universo de sites e blogs sobre o assunto.

Teremos sempre gosto em contar com os vossos comentários!


[Pintura:  Light Cloud, Dark Cloud, Mark Rothko, 1957]